Meio Ambiente Josué Eraldo da Silva sobre revestimento ecológico

Josué Eraldo da Silva sobre revestimento ecológico

-

- Advertisment -

Diante tantos problemas climáticos no mundo, o investimento sobre recursos renováveis ou sustentáveis cresceram de forma significativa ao longo dos anos.

Segundo o líder de uma das maiores construtoras do Brasil, a Jacitara, Josué Eraldo da Silva, ao optar por decisões sustentáveis é ainda possível o poder de economiza em obras. E isso também não significa que investir menos significa desvalorização sobre a qualidade da obra.

O gestor da construtora localizada em Indaiatuba lembra: “Esse é um mito que vem sendo desmistificado durante alguns anos, e o termo sustentável elevou-se de forma surpreendente, o que configura em um mundo melhor automaticamente.”

O uso consciente de materiais tomaram forma e passaram a criar digníssimos construções. Como comentado, recursos sustentáveis e baratos não determinam algo ruim, mas extremamente positivo.

O uso desses materiais vem transformando o ponto de vista de muitos profissionais, não se restringindo apenas ao setor de engenharia. Inúmeras pessoas tornaram-se adeptas do uso consciente de materiais aliados a um melhor gerenciamento de tempo e mão de obra.

Uma curiosidade em volta desse debate, é que o termo sustentabilidade também gerou discussões no governo. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), há um projeto de redução de impostos para todas as companhias que investirem em obras e projetos sustentáveis em sua produção, podendo gerar vantagens principalmente para a área de construção civil.

Além de ter se tornado tendência no na área de engenharia, muitos clientes passaram a exigir seu uso, o que configura na ascensão de tais medidas em suas proporções.  Josué Eraldo da Silva menciona que na área de engenharia, viralizou a reutilização de determinados tipos de materiais como o mármore ou granito, que possuem utilização  em revestimento.

Dentre tantos materiais, um popular sobre uma construção é a opção por tijolo ecológico e cimento ecológico CP III. Josué Eraldo da Silva explica ainda que para tijolos ecológicos é indicado para redução de custos, isso porque como matéria-prima ele traz 60% a mais de eficiência em comparação ao tijolo padrão, é verdadeiramente curioso, não é?

Isso se deve a qualidade de seu encaixe, e aperfeiçoamento do acabamento. Não é necessário fazer reboque, ou não utilizar tinta também acontece. É totalmente apreciativo.

Sabia que sua produção consiste em somente água, argila e sombra para ser realizado? Tijolos tradicionais necessitam  ser queimados. Quanto ao CP III, ou cimento ecológico de alto forno, trata-se de uma massa diferente

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Ultimas Notícias

Jovem esconde pedras de crack embaixo da língua durante abordagem, em Porteirinha

PM apreendeu cinco pedras de crack, maconha e cocaína; droga seria entregue em uma comunidade rural....

Sensitiva descobre toda a verdade sobre Luisa Sonza e revela se ela traiu ou não

Luísa Sonza teve situação revelada por sensitiva (Imagem: Reprodução / Instagram) Luisa Sonza continua sendo alvo de ataques, sob acusações...

Fred surpreende e revela que negou pedido de namoro de Bianca Andrade

Bianca Andrade e Fred anunciaram o romance no início do mês (Imagem: Reprodução / Instagram) Bianca Andrade, mais conhecida como...

Para Maia, não há votos na Câmara para tirar recursos do Fundeb para Renda Cidadã

1 de 1 O presidente da Câmara, Rodrigo Maia — Foto: Reprodução/GloboNews O presidente da Câmara, Rodrigo Maia —...

Após negar plásticas, Marília Mendonça confessa preenchimento labial

Marília Mendonça surpreendeu e fala sobre procedimento estético (Imagem: Reprodução / Instagram) Após ter negado que tenha feito cirurgias plásticas,...

Eleições 2020: conheça os planos de governo dos candidatos a prefeitura de Divinópolis

Município tem nove candidatos ao cargo de prefeito. Conheça os planos de governo dos nove candidatos...